mapa localização

BEM VINDOS - WELCOME- WILLKOMMEN - BIENVENIDO - YÔKOSO 「ようこそ」

Abaixo: Nossos prezados seguidores do site!

sexta-feira, 15 de julho de 2011

LIVRE DO ADVENTISMO


ex-adventista


Nasci num lar adventista. Desde pequeno fui ensinado que a igreja adventista é a única detentora da verdade. Meus pais sempre me disseram que deveria agradecer a deus pela sorte de ter nascido num lar cristão. Em minha infância aprendi que deus era todo poderoso e deve ser o centro da vida de todo adventista. Aprendi todas as histórias da bíblia e todas as regras também.



Meus pais se empenhavam a me ensinar e quando desobedecia sofria agressões físicas (surra que muitas crianças ainda levam) baseadas no verso bíblico Provérbios 29:15: "A vara e a repreensão dão sabedoria, mas a criança entregue a si mesma, envergonha a sua mãe".





De que adianta ensinar uma criança e não dar o exemplo? Mandá-la ser calma e pacifica se o pai dela é grosso e violento? Sim leitores, meu pai era um exemplo de cristão na igreja. Ancião e pregador, mas em casa era raivoso e sem controle. Ele quebrava as coisas de casa, sendo que não tínhamos muito; irava-se com qualquer coisa. Minha mãe sempre fazia de tudo pela família, mas meu pai não reconhecia isso e a agredia verbalmente e psicologicamente. Mas ela sempre tinha que manter as coisas em paz lá em casa. Era um terror psicológico em casa. Parecido com a casa do assassino da quarta temporada da série televisiva Dexter, exceto que ele não é assassino, claro!



Uma vez quando eu era adolescente não quis ir à igreja, pois tinha brigado com uma garota e estava um pouco chateado. Meu pai perguntou o motivo de eu não querer ir naquele dia. Eu simplesmente respondi "Porque eu não quero". Quando ele chegou da igreja ele foi tirar satisfação do por que eu ter falado com ele daquele jeito. Ele começou a correr atrás de mim falando que ia me "pegar". Corri para a casa de um vizinho. Que belo testemunho ele deu para toda a vizinhança.



Mas não foi por isso que sai da igreja. Eu com 20 anos comecei a perceber que todos na igreja adventista pregavam muito e faziam tudo ao contrário. Como o meu pai; não davam o devido exemplo. Falavam de amor incondicional e comparavam a igreja a uma família, porém os membros dela eram hipócritas, fofoqueiros e manipuladores.



Apesar disso tudo eu me mantinha firme na fé e imerso no meu universo chamado igreja adventista. Foi quando comecei a olhar para fora dele e ver que o mundo era tão mal. Isso mesmo, o mundo é um caos. Milhares de crianças morrem de fome a cada ano em países miseráveis que você nem sabe que existe. Tanto ódio, egoismo, ira. Eu pensei "como um deus perfeito pode criar algo tão imperfeito como o ser humano". Se ele sabia o que o homem se tornaria por quê fazê-lo?



As respostas que encontrei para essas perguntas foram: "Porque Deus é amor, ele te faria, pois te ama tanto e te perdoa por tudo". Uma questão: você criaria algo sabendo que no futuro, ele poderia matar, roubar, agredir... Pessoas? Só se você fosse um psicopata.




Foi aí que eu comecei a questionar a existência de um deus. Até porque as orações importantes que eu fazia nunca eram respondidas. Com 21 anos de idade me tornei ateu.



As pessoas ainda têm muito preconceito para com os ateus, mas estamos num país livre.


Isso dá o direito de as pessoas acreditarem no que quiserem.
E dá o direito de não acreditarem. Foi isso que escolhi.





Hoje aos 22 anos, ainda tenho amigos sinceros adventistas, mas não contei para eles ainda que sou ateu, contudo, em breve contarei.


Não contei para o meu pai e não vou contar só quando eu sair de casa.




Devemos sempre criticar tudo o que está a nossa volta para não sermos enganados. Sempre contarão histórias mirabolantes e sem sentido.




Temos que usar a razão e o altruísmo ao nosso favor e eles nos guiarão para a verdade e o crescimento pessoal. 




De um amigo anônimo da internet.

Existem milhares de casos como este , de pessoas  que sofrem sendo  oprimida pela própria família, ou pelos líderes  e membros  das  seitas  e religiões, que povoam este planeta  terra.

2 comentários:

  1. Olá amigo, tive esse dilema e sai de casa aos 17 anos com a desculpa de fazer faculdade em outro estado. Mas depois de pensar anos, descobri que a revolta contra uma religião não deve ser contra Deus, afinal faz mais sentido que o universo tenha sido criado do que vindo do acaso.

    ResponderExcluir
  2. Olá prezado!
    A pessoa que escreveu o texto,expondo seu pensamento, tem todo o direito de crer ou não em um deus, zeus,criador, etc. Mas fica claro, que religião é uma droga, especialmente o adventismo, que se diz superior as demais.
    O editor

    ResponderExcluir

SEU COMENTÁRIO SÓ SERÁ PUBLICADO, SE TIVER SEU NOME E EMAIL, CASO CONTRÁRIO, NÃO SERÁ PUBLICADO. Só será publicado se for para refutação com base. Teremos o prazer de publicar, caso contrário não será publicado.